www.GotQuestions.org/Portugues




Pergunta: "Como é que as pessoas conheciam Deus antes da Bíblia?"

Resposta:
Embora as pessoas não tivessem a Palavra escrita de Deus, elas não ficaram sem a capacidade de receber, compreender e obedecer a Deus. Na verdade, há muitas áreas do mundo atual onde Bíblias não estão disponíveis, mas as pessoas podem saber e sabem sobre Deus. A questão é uma de revelação -- Deus revelando ao homem o que Ele quer que saibamos sobre Si mesmo. Embora a Bíblia nem sempre tenha existido, sempre houve meios para o homem receber e compreender a revelação de Deus. Há duas categorias de revelação, a revelação geral e a especial.

A revelação geral lida com o que Deus comunica universalmente a toda a humanidade. O aspecto externo da revelação geral é que Deus deve ser a causa ou a fonte de tudo que existe. Porque essas coisas existem, e deve haver uma causa para a sua existência, Deus também deve existir. Romanos 1:20 diz: "Pois os seus atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de modo que eles são inescusáveis." Todos os homens e mulheres em toda parte podem observar a criação e saber que Deus existe. Salmo 19:1-4 explica ainda que a criação de Deus fala claramente em uma linguagem que todos entendem. "Não há fala, nem palavras; não se lhes ouve a voz" (versículo 3). A revelação da natureza é clara. Ninguém pode escusar-se por causa da ignorância. Não há nenhum álibi para o ateu, e não há desculpa para o agnóstico.

Um outro aspecto da revelação geral – aquilo que é revelado a todos - está na presença da nossa consciência. Isso é interno. "Porquanto, o que de Deus se pode conhecer, neles se manifesta, porque Deus lho manifestou" (Romanos 1:19). As pessoas, por possuírem uma parte imaterial, estão conscientes da existência de Deus. Estes dois aspectos da revelação geral são ilustrados em muitas histórias de missionários conhecendo tribos indígenas que nunca viram uma Bíblia ou ouviram falar de Jesus. No entanto, quando o plano de salvação lhes é apresentado, eles sabem que Deus existe porque veem evidência dEle na natureza, e sabem que precisam de um Salvador porque as suas consciências os condenam de seus pecados e de sua necessidade dEle.

Além da revelação geral, há uma revelação especial que Deus utiliza para mostrar à humanidade sobre Si mesmo e Sua vontade. A revelação especial não vem a todas as pessoas, mas apenas para certas pessoas em determinados momentos. Alguns exemplos das Escrituras de revelação especial incluem lançar sortes (Atos 1:21-26, também Provérbios 16:33), o Urim e Tumim (um tipo especial de sortes usado pelo Sumo Sacerdote, veja Êxodo 28:30; Números 27:21, Deuteronômio 33:8; 1 Samuel 28:6 e Esdras 2:63), sonhos e visões (Gênesis 20:3,6; Gênesis 31:11-13,24; Joel 2:28), aparições do Anjo do Senhor (Gênesis 16:7-14; Êxodo 3:2; 2 Samuel 24:16; Zacarias 1:12) e o ministério dos profetas (2 Samuel 23:2; Zacarias 1:1). Essas referências não são uma lista exaustiva de todas as ocorrências, mas devem servir como bons exemplos deste tipo de revelação.

A Bíblia como a conhecemos é também uma forma de revelação especial. No entanto, ela pertence a uma categoria por si só porque torna as outras formas de revelação especial desnecessárias para hoje. Até mesmo Pedro, o qual, juntamente com João, presenciou Jesus conversando com Moisés e Elias no Monte da Transfiguração (Mateus 17, Lucas 9), declarou esta experiência especial como sendo inferior à "palavra profética à qual bem fazeis em estar atentos" (2 Pedro 1:19). Isso é porque a Bíblia é a forma escrita de todas as informações que Deus quer que saibamos sobre Ele e Seu plano. Na verdade, a Bíblia contém tudo o que precisamos saber para ter um relacionamento com Deus.

Portanto, antes da Bíblia como a conhecemos estar disponível, Deus usou muitos meios para revelar a Si mesmo e a Sua vontade para a humanidade. É incrível pensar que Deus não usa apenas um meio, mas muitos. Faz-nos gratos que hoje temos a Palavra escrita e preservada de Deus. Não estamos à mercê de alguém nos dizendo o que Deus disse, podemos por nós mesmos estudar o que Ele disse!

Naturalmente, a mais clara revelação de Deus foi o Seu Filho, Jesus Cristo (João 1:14, Hebreus 1:3). Jesus tomando a forma humana para caminhar nesta terra entre nós revelou muito sobre Deus. Quando Ele morreu por nossos pecados na cruz, ficamos sem quaisquer dúvidas de que Deus realmente é amor (1 João 4:10).

© Copyright 2002-2014 Got Questions Ministries.