www.GotQuestions.org/Portugues



Pergunta: "Por que o criacionismo bíblico é tão importante?"

Resposta:
Perguntar por que o o criacionismo bíblico é importante é como perguntar por que um alicerce é importante para um edifício. O criacionismo bíblico é fundamental para a fé cristã e foi estabelecido no livro de Gênesis, capítulo um, com "No princípio, criou Deus..." Esta declaração afirma o criacionismo e se opõe a qualquer visão que adote o evolucionismo (a crença de que o universo começou com um "big bang" e tenha evoluído constantemente desde então). Nossos pontos de vista sobre a criação refletem se realmente acreditamos na Palavra de Deus ou se duvidamos da sua veracidade. Como cristãos, temos de diferenciar entre o criacionismo e o evolucionismo, ou seja, como eles são diferentes? Qual é verdadeiro? É possível acreditar em ambos? Estas perguntas podem ser respondidas ao se definir o que o criacionismo bíblico é e como afeta o nosso sistema de crença fundamental.

A importância do criacionismo bíblico é que ele responde às perguntas fundamentais da existência humana. 1. Como chegamos aqui? De onde viemos? 2. Por que estamos aqui? Será que temos um propósito, e qual é a causa de todos os nossos problemas? São as questões do pecado e da salvação importantes? 3. O que acontece conosco quando morremos? Existe vida após a morte? Gênesis é o alicerce para o resto da Escritura, onde encontramos as resposas a estas questões. Gênesis tem sido comparado à raiz de uma árvore por ser a âncora da Escritura e fornecer o sangue da vida espiritual. Se você cortar a raiz de uma árvore, ela morre. Se você descartar Genesis, você remove o valor e a autoridade de toda a Escritura.

Gênesis 1:1: "No princípio, criou Deus os céus e a terra" nos dá três grandes verdades que são os fundamentos do criacionismo bíblico e da fé cristã. Em primeiro lugar, Deus é um só. Isto está em contraste com o politeísmo dos pagãos e o dualismo da filosofia humanista moderna. Segundo, Deus é pessoal e existe fora da criação. Isso está em contraste com o panteísmo, onde Deus é visto como iminente, mas não transcendente. Por último, Deus é onipotente e eterno. Isto está em contraste com os ídolos que as pessoas adoram. Deus existia antes, agora, e sempre existirá - Ele criou tudo o que existe a partir do nada por Sua palavra falada. Isso responde a nossa pergunta sobre a criação de tudo que existe, mas e a nossa segunda questão: por que estamos aqui?

O criacionismo bíblico responde à questão da condição da raça humana. Trata da queda do homem, mas também deixa-nos com a esperança de redenção. É importante que entendamos que estamos unidos em um homem – Adão, uma pessoa que realmente existiu. Se Adão não for uma verdadeira pessoa, então não temos nenhuma explicação plausível de como o pecado entrou no mundo. Se a humanidade, em Adão, não caiu da graça, então a humanidade não pode ser salva pela graça por meio de Jesus Cristo. Primeiro Coríntios 15:22 diz: "Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo." Este paralelo - Adão é o cabeça da raça caída, e Cristo é o cabeça de uma raça redimida - é importante para a nossa compreensão da salvação. "Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também, por um só ato de justiça, veio a graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida. Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos" Romanos 5:18-19.

Devemos olhar para o criacionismo bíblico como base para o nosso sistema de valores. A narrativa da criação deve ser factual e não apenas uma história, pois se for ficção, então os valores implicados são fundamentados pelo homem, sujeitos a mudanças na medida em que o homem "evolui" e, portanto, inválidos. A base do conflito entre a ciência e religião (especialmente o Cristianismo) é o pressuposto de que a ciência é verdade e a religião é filosofia. Se fosse assim, então os nossos valores cristãos são apenas isso: valores para os cristãos, sem qualquer relevância no mundo secular.

A última questão fundamental para a humanidade é o que acontece conosco quando morremos. Se o homem for apenas parte do universo evoluído e retornar ao pó quando morre, temos de afirmar que não temos alma ou espírito e que esta vida é tudo que existe. Essa crença nos deixa com apenas um objetivo na vida: seguir o plano de evolução - sobrevivência dos mais aptos. O Cristianismo, por outro lado, apresenta-nos com um bem moral estabelecido por um Ser sobrenatural e transcendente. A moralidade de Deus define um padrão imutável que não só promove uma vida melhor para nós pessoalmente, mas também nos ensina a amar os outros e, por último, a trazer glória ao nosso Criador. Este padrão é exemplificado por Cristo. É através da Sua vida, morte e ressurreição que encontramos um propósito para esta vida e esperança de uma vida futura com Deus no céu.

O Criacionismo bíblico é importante por ser o único sistema que responde às perguntas básicas da vida e nos dá significado maior do que nós mesmos. Deve ficar claro para todos os cristãos que o criacionismo e a evolução são mutuamente exclusivos e estão em oposição um ao outro.

© Copyright 2002-2014 Got Questions Ministries.