www.GotQuestions.org/Portugues




Pergunta: "O que é glossolalia?"

Resposta:
Glossolalia, um fenômeno por vezes referido como "expressões de êxtase", é proferir sons ininteligíveis que se parecem com linguagem enquanto em um estado de êxtase. Glossolalia é muitas vezes confundido com xenoglossia, o qual é o bíblico "dom de línguas". No entanto, enquanto glossolalia é falar em um idioma inexistente, xenoglossia é a capacidade de falar fluentemente em uma língua nunca anteriormente aprendida.

Além disso, embora a xenoglossia não seja uma habilidade inata ou natural, estudos têm mostrado que a glossolalia é um comportamento aprendido. Uma pesquisa realizada pelo Centro Médico Luterano demonstra que a glossolalia é facilmente aprendida com instruções simples. Do mesmo modo, foi-se observado que os alunos puderam exibir "falar em línguas" na ausência de qualquer indicação de estupores ou comportamentos de transe. Um outro teste realizado com sessenta alunos mostrou que depois de escutar uma amostra de um minuto de glossolalia, 20 por cento dos alunos foram capazes de imitar os sons com precisão. Depois de algum treino, 70 por cento conseguiu.

A glossolalia pode ser observada em praticamente toda parte do mundo. Religiões pagãs por todo o globo são obcecadas com línguas, algumas delas são os Xamãs no Sudão, o culto Xangô da Costa Oeste da África, o culto Zor da Etiópia, o culto Vodu no Haiti e os aborígines da América do Sul e Austrália. Murmurar ou falar sons inteligíveis que soam como uma compreensão mística profunda por santos homens é uma prática antiga.

Existem basicamente dois aspectos para a glossolalia. O primeiro é falar ou murmurar em sons que se parecem com linguagem. Quase todo mundo é capaz de fazer isso, até mesmo crianças antes de aprenderem a falar podem imitar a linguagem real, embora de forma ininteligível. Não há nada de extraordinário nisso. O outro aspecto da glossolalia é o êxtase ou a demonstração de euforia em transe. Também não há nada de incomum sobre isso, embora seja mais difícil fazê-lo intencionalmente do que meramente proferir sons que se parecem com linguagem.

Há alguns cristãos, especialmente dentro do movimento pentecostal, que acreditam que exista uma explicação sobrenatural para a glossolalia semelhante ao descrito no Novo Testamento. Eles acreditam que o principal propósito do dom de falar em línguas é manifestar o Espírito Santo sendo derramado sobre eles, assim como no dia de Pentecostes (Atos 2), o que foi profetizado por Joel (Atos 2:17).

Entre as igrejas cristãs que defendem a prática da glossolalia de uma forma ou de outra, não há um acordo uniforme quanto ao seu funcionamento. Por exemplo, alguns insistem que realmente seja um dom do Espírito Santo, enquanto outros minimizam sua importância, dizendo que Paulo ensinou que o dom de "falar em línguas" não era tão importante quanto os outros dons do Espírito Santo (veja 1 Coríntios 13). Além disso, existem aqueles que desejam evitar a divisão da igreja em questões como essa e por isso não mencionam o assunto de forma alguma ou apenas descartam-no como uma simples experiência psicológica. Há também aqueles que consideram a glossolalia como um engano do próprio Satanás.

Línguas exóticas são ouvidas e compreendidas em todo o mundo, mas as línguas existentes não são ouvidas ou compreendidas quando faladas como "expressões de êxtase" ou "línguas". O que se ouve é uma profusão de engano, reivindicações, confusão e barulho. Simplesmente não podemos declarar, como no tempo da primeira igreja, que "ouvimos, cada um, na nossa própria língua em que somos nascidos" (Atos 2:8).

Simplificando, a prática da glossolalia não é o dom de línguas bíblico. Paulo deixou claro que o principal objetivo do dom de falar em línguas era para ser um sinal para aqueles que não acreditam e para espalhar a boa notícia, o evangelho de Cristo (1 Coríntios 14:19, 22).

© Copyright 2002-2014 Got Questions Ministries.