www.GotQuestions.org/Portugues



Pergunta: "Como devem os pais cristãos lidar com uma filha adolescente que ficou grávida?"

Resposta:
Parece que uma das coisas mais difíceis para os cristãos se lembrarem é que não é um pecado estar grávida. Não é um pecado estar grávida fora do casamento. E não é um pecado nascer de pais que não são casados. É um pecado ter relações sexuais fora do casamento - tanto para o homem quanto para a mulher. No entanto, um relacionamento íntimo antibíblico é uma coisa muito mais fácil de esconder dos olhos críticos do que uma gravidez e, infelizmente, menos prejudicial para a reputação de uma família na comunidade cristã.

Por mais decepcionante e esmagador que seja ficar sabendo que uma filha adolescente está grávida, é fundamental manter uma perspectiva eterna sobre o assunto. O pecado está feito. As influências sob as quais os adolescentes têm estado que os encorajaram a pecar não podem ser evitadas agora. Esta nova situação não se trata da moralidade do sexo fora do casamento ou da reputação de uma família, mas do desenvolvimento de uma criança. Todas as crianças são bênçãos de Deus, e Ele tem um plano para cada uma (Salmo 139:13-18). Mesmo se as circunstâncias ao redor da vinda do bebê não sejam ideais, essa criança é tão preciosa e amada por Deus como qualquer outra.

A filha grávida também é preciosa para Deus. O papel dos pais é ensinar e orientar seus filhos a viverem vidas que agradem a Deus sempre, não importa o que estejam enfrentando. Esta é uma excelente oportunidade para fazer exatamente isso. A menina pode estar com medo, envergonhada e bastante emocional, e é a responsabilidade dos pais ajudá-la a enxergar além dessa emoção e virar-se ao Pai Celestial.

Alguns pais temem que dar a sua filha o amor e apoio de que ela precisa vai incentivar o comportamento que levou à gravidez. Mas, mais uma vez, estar grávida e dar à luz uma criança não é um pecado, e há muitos outros benefícios para de forma ativa e pública apoiar uma adolescente grávida. Isso promove um ambiente em que a criança é valorizada como uma bênção e incentiva o pai a assumir a responsabilidade sem medo. Além disso, faz do aborto uma opção muito menos desejável.

Se uma família abandona a sua adolescente grávida - até mesmo emocionalmente- ela será muito mais propensa a tomar decisões prejudiciais. Ela pode pensar que se casar com o pai do bebê é a única opção. Pode não saber como cuidar de sua saúde e da do bebê. Outras adolescentes grávidas podem ver essa relação volátil e manter a sua própria condição em segredo.

Por outro lado, a menina vai ser capaz de tomar decisões muito mais sábias sobre seu futuro e do seu bebê se ela puder descansar na aceitação e orientação amorosa dos seus pais. Tornar esta viagem emocionalmente mais difícil não vai incentivar o seu pensamento claro. Os pais sábios ajudarão a sua filha a analisar as opções de manter a criança ou de dá-la para adoção. Também pode ser benéfico envolver o pai e sua família; ele precisa assumir a sua responsabilidade o tanto quanto a mãe. Depois da oração cuidadosa, os pais devem ser claros sobre o nível de apoio que podem dar na educação da criança. Se possível, utilize os centros cristãos de apoio à gravidez indesejada.

Nosso Deus é um Deus poderoso que pode, apesar do pecado, trazer alegria e bênção. Provavelmente haverá momentos incrivelmente difíceis pela frente para a adolescente grávida e sua família, mas o nosso Deus é o Deus que redime.

© Copyright 2002-2014 Got Questions Ministries.