www.GotQuestions.org/Portugues




Pergunta: "Por que todos os Cristãos são hipócritas?"

Resposta:
Talvez não exista acusação mais provocativa do que aquela de “hipócrita”. Infelizmente, alguns se sentem justificados com sua opinião de que todos os Cristãos são hipócritas. O termo “hipócrita“ tem um significado muito rico em nossa linguagem. O termo vem do Latim hypocrisies, o qual significa “atuação, pretensão”. Antes disso, a palavra faz parte do grego clássico e do Novo Testamento, possuindo praticamente o mesmo sentido – atuar um papel, fingir.

Foi assim que o Senhor Jesus usou esse termo. Por exemplo, quando Cristo ensinou a importância de oração, jejum e de dar esmola, Ele nos desencorajou de seguir os exemplos daqueles que são hipócritas (Mateus 6:2, 5, 16). Por fazer orações públicas longas, jejuar de uma forma que chamava muita atenção de outras pessoas a si mesmos e por demonstrar de uma forma extravagante suas doações ao Templo e aos pobres, eles mostraram apenas uma ligação superficial ao Senhor. Enquanto os fariseus executavam muito bem seu papel dramático como exemplos públicos de virtude religiosa, eles falharam miseravelmente no seu coração onde a virtude judeo-cristã realmente reside (Mateus 23:13-33; Marcos 7:20-23).

Jesus nunca chamou seus discípulos de hipócritas. Esse nome só foi dado aos fanáticos religiosos desviados. Ao invés, Ele chamava os que a Ele pertenciam de “amigos”, “pequeninos”, “ovelhas” e de “Sua igreja”. Além disso, há uma advertência no Novo Testamento contra o pecado de hipocrisia (1 Pedro 1:21). Há dois exemplos bem grosseiros de hipocrisia registrados na Igreja. Em Atos 5:1-10, dois discípulos são expostos por fingirem ser mais generosos do que realmente eram. A consequência não foi bonita! E, de todas as pessoas, Pedro é encarregado de liderar uma multidão de hipócritas no seu tratamento de crentes gentios (Gálatas 2:13).

Do ensino do Novo Testamento, então, podemos tirar pelo menos duas conclusões. Primeiro, há hipócritas entre os que professam ser Cristãos. Eles estavam lá no início e, dada a parábola de Jesus sobre o joio e o trigo, eles vão certamente existir até o fim dos tempos (Mateus 13:18-30). Além disso, até mesmo se um apóstolo for culpado de hipocrisia, não há nenhum motivo para acreditarmos que Cristãos “comuns” não vão sofrer desse mal. Precisamos sempre ter cuidado para não cairmos na mesma tentação (1 Coríntios 10:12).

Claro que nem todo mundo que clama ser um Cristão é realmente um Cristão. Talvez todos (ou a maioria) dos hipócritas famosos entres os Cristãos eram na verdade impostores ou enganadores. Até hoje, líderes Cristãos importantes têm caído em pecados horríveis. Escândalos financeiros e sexuais às vezes aparentam atormentar a comunidade Cristã. No entanto, ao invés de usar as ações de alguns para denegrir a comunidade Cristã como um todo, é preciso esclarecer se aqueles que professam ser Cristãos, e têm provado ser hipócritas, são verdadeiramente Cristãos. Inúmeras passagens bíblicas confirmam que aqueles que realmente pertencem a Cristo vão demonstrar o fruto do Espírito (Gálatas 5:22-23). A parábola de Jesus da semente e dos tipos de solo em Mateus 13 deixa bem claro que nem todas as profissões de fé nEle são genuínas. Triste dizer que muitos que clamam pertencer a Ele vão ficar surpresos ao escutar Jesus dizer um dia: “nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade” (Mateus 7:23).

Segundo, enquanto não devemos ficar surpresos que pessoas que fingem ser mais santos do que realmente são clamam ser Cristãos, não podemos concluir que a Igreja é composta apenas de hipócritas. Precisamos conceder ao fato de que todos nós que clamamos ser seguidores de Cristo permanecemos pecadores, mesmo quando nossos pecados são perdoados. Quer dizer, apesar de sermos salvos da penalidade do pecado (Romanos 5:1; 6:23), ainda vamos, no futuro, ser salvos e libertos da presença do pecado em nossas vidas (1 João 1:8-9), incluindo o pecado da hipocrisia. Através da nossa fé verdadeira no Senhor Jesus, temos que continuamente combater o poder do pecado até sermos libertos para sempre (1 João 5:4-5).

Todos os Cristãos falham em viver perfeitamente de acordo com o padrão que a Bíblia ensina. Nenhum Cristão tem vivido de uma forma tão perfeita como Cristo. No entanto, há MUITOS Cristãos que estão genuinamente procurando viver a vida Cristã e estão dependendo mais e mais do Espírito Santo para convencer-lhes do pecado, mudar suas vidas e para dar-lhes forças para ter vitória. Têm existido multidões de Cristãos que têm vivido suas vidas sem qualquer escândalo. Nenhum Cristão é perfeito, portanto, cometer um erro ou não conseguir atingir perfeição nessa vida não é a mesma coisa que ser um hipócrita.

© Copyright 2002-2014 Got Questions Ministries.