www.GotQuestions.org/Portugues



Pergunta: "Como posso restaurar o meu casamento?"

Resposta:
Já que a necessidade de restaurar um relacionamento conjugal pode ser por muitas razões diferentes, vamos examinar os princípios subjacentes que a Bíblia estabelece para os relacionamentos em geral e, em seguida, para o casamento em particular.

O lugar para começar é com o relacionamento íntimo entre um homem ou mulher e o Senhor Jesus Cristo. Como crentes nascidos de novo, o sucesso de qualquer relação está em correlação direta com a qualidade do nosso relacionamento pessoal com o Senhor Jesus Cristo. Quando estamos fora de comunhão com o Senhor devido ao pecado ou pensamentos contrários ao ponto de vista divino, descobrimos que estamos fora de lugar com nós mesmos, em primeiro lugar, e isso afeta o nosso relacionamento com os outros. Portanto, restaurar a nossa comunhão com o Senhor através de concordar com o Seu ponto de vista e descansar em Seu perdão (1 João 1:9) é o lugar onde devemos começar.

Tudo isto pressupõe que a pessoa tem uma relação pessoal com o Senhor Jesus Cristo através do novo nascimento. Isto é, nascer de novo a uma nova vida através do dom da vida eterna em Cristo. Se esse passo não foi tomado, então os princípios bíblicos não são a primeira questão a ser abordada; a sua salvação eterna é.

Para o crente nascido de novo, o perdão é a posição e privilégio que temos em Cristo, e por causa desse perdão que recebemos, somos ordernados a perdoar os outros. "Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou" (Efésios 4:32). Se somos crentes, somos perdoados "em Cristo", e "em Cristo" também perdoamos os outros. Nenhuma relação pode ser restaurada sem perdão. O perdão é uma escolha que fazemos com base na realidade do perdão que nós mesmos recebemos.

Para o casamento, a Bíblia nos deu um modelo claro que é o contrário do ponto de vista do mundo. Uma vez que o perdão tem sido dado e recebido, aplicar o modelo de Deus começará a aproximar as duas partes separadas em uma união que honre a Deus. Isso requer uma escolha por ambas as partes. Há um velho ditado: "Você não pode usar o que não conhece." Portanto, para aprender o modelo de Deus para o casamento, devemos examinar a Palavra de Deus.

Deus instituiu o primeiro casamento, entre Adão e Eva, no Jardim do Éden. Quando o pecado entrou, aquela união perfeita foi destruída. Posteriormente, Deus disse a Eva que Adão seria a sua "cabeça" para governar sobre ela (Gênesis 3:16 - Compare 1 Coríntios 11:3; Efésios 5:22, Tito 2:5;. 1 Pedro 3:5-6). Este "governo" tem sido rejeitado pelo movimento moderno das mulheres liberais e trouxe infelicidade incalculável àqueles que acreditam na "mentira". Há também o ponto de vista humano de que "todos são iguais". De certa forma, isso é verdade. Nós todos temos igual acesso à salvação em Cristo Jesus (Gálatas 3:28). Mas dizer que todos no mundo são iguais em oportunidade, habilidades ou até mesmo poder humano é tolice. Deus tinha um propósito ao colocar as esposas sob a autoridade de seus maridos. Por causa do pecado, essa regra tem sido tanto abusada quanto zombada e o resultado trouxe caos ao lar e à família. No entanto, Deus diz que o marido deve "amar a sua mulher como ao próprio corpo" (Efésios 5:28). Na verdade, a maior parte da responsabilidade é dada ao marido. A mulher deve obedecer ao seu marido como ao Senhor; no entanto, os maridos devem amar suas esposas "como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela" (Efésios 5:25-29).

Primeiro Coríntios 7 estabelece alguns princípios e conselhos práticos, pessoais e dirigidos pelo Espírito sobre o casamento. Novamente, isso pressupõe que os indivíduos são crentes nascidos de novo. Esta passagem fala sobre o adultério, a fornicação, permanecer solteiro e puro ou - a fim de evitar as armadilhas da paixão e fornicação - se casar.

O modelo de casamento projetado por Deus funciona, mas é preciso um compromisso de ambas as partes. Geralmente, se um casamento se desmoronou, há questões que precisam ser perdoadas e deixadas para trás a fim de seguir em frente e, novamente, isso leva uma escolha e um compromisso. Falta de vontade de perdoar vai impossibilitar a restauração. A questão primordial é a responsabilidade de cada indivíduo diante do Senhor. Andar em perdão e comunhão seria um ótimo lugar para começar a reconstruir o relacionamento.

© Copyright 2002-2014 Got Questions Ministries.