www.GotQuestions.org/Portugues




Pergunta: "Qual o tempo certo para o casamento?"

Resposta:
O tempo certo para o casamento é diferente para cada pessoa e único em cada situação. Níveis de maturidade e experiência de vida são fatores que variam bastante; algumas pessoas estão prontas para se casar com 18 anos, e outras nunca estão prontas. Quando lemos os classificados e os anúncios: “Divórcio - $199!”, é bem óbvio que a maioria da nossa sociedade não enxerga o casamento como um compromisso para a vida inteira. No entanto, essa é a visão do mundo, que muito frequentemente vai de encontro à visão de Deus (1 Coríntios 3:18).

Um alicerce firme para um casamento ter sucesso é fundamental e deve ser resolvido antes de uma pessoa começar a namorar um possível cônjuge. Nossa caminhada Cristã deve incluir mais do que apenas ir à igreja aos domingos ou fazer parte de um estudo Bíblico. Temos que ter um relacionamento pessoal com Deus que existe apenas quando confiamos e obedecemos a Jesus Cristo. Precisamos nos educar sobre o casamento e procurar obter a visão de Deus sobre o casamento para então podermos nos dedicar totalmente à aventura que é o casamento. É preciso saber o que a Bíblia diz sobre amor, compromisso, relações sexuais, o papel do marido e da esposa e sobre as expectativas que Deus tem de nós antes de nos comprometermos ao casamento. Ter pelo menos um bom casal Cristão como modelo também é importante. Eles podem responder nossas perguntas sobre os fatores que fazem parte de um casamento de sucesso, como eles criam intimidade (além do físico), como sua fé é importante em suas vidas, etc.

Antes de considerar casamento, o casal deve ter certeza de que não estão em jugo desigual, quer dizer, que um é seguidor de Cristo e o outro não. 2 Coríntios 6:14-15 diz: “Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas? Que harmonia, entre Cristo e o Maligno? Ou que união, do crente com o incrédulo?” Para um Cristão de livre e espontânea vontade se casar com um incrédulo não só seria um pecado, mas um erro grave pelo qual ele (ela) iria inevitavelmente se arrepender. Cristãos são membros da família de Deus, e incrédulos são inimigos de Deus (Colossenses 1:19-22). Todos nós estamos sob o controle de Deus ou de Satanás, e essas duas forças não podem viver juntas em harmonia (Atos 26:18).

Um futuro casal também precisa ter certeza de que se conhecem bem. Eles devem conhecer a opinião da outra pessoa sobre o casamento, finanças, parentes, como criar filhos, disciplina, tarefas do marido e da esposa, se um ou os dois vão trabalhar fora de casa, assim como o nível de maturidade espiritual do seu possível cônjuge. Muitas pessoas se casam acreditando apenas no que a outra pessoa disse sobre ser um Cristão, apenas para descobrir depois que era tudo uma farsa. Todo casal que está considerando casamento deve fazer parte de aconselhamento pré-nupcial com um conselheiro Cristão ou pastor. Na verdade, muitos pastores não vão executar o casamento a menos que tenham se reunido várias vezes com o casal para aconselhamento.

Casamento é não só um compromisso, mas uma aliança com Deus. É um compromisso de permanecer com a outra pessoa pelo resto de sua vida, quer seu cônjuge seja rico, pobre, saudável, doente, gordo, magro, ou entedioso. Um casamento Cristão deve resistir a todas as circunstâncias, incluindo brigas, raiva, devastação, desastres, depressão, amargura, vícios e solidão. Ninguém deve entrar em um casamento achando que divórcio é uma opção – nem mesmo como o último recurso quando um casal acha que acabou de aguentar a última gota. A Bíblia nos diz que através de Deus, todas as coisas são possíveis (Lucas 18:27), e isso com certeza inclui o casamento. Se o casal faz a decisão no início de honrar seu compromisso e de colocar Deus em primeiro lugar em suas vidas, divórcio não vai ser uma solução inevitável para uma solução miserável.

É importante enfatizar que Deus quer nos dar os desejos de nosso coração, mas isso só é possível se nossos desejos forem iguais aos dEle. Ele tem um plano para cada um de nós, e esse plano pode incluir casamento ou não. Casamento e família são geralmente os próximos passos depois que alguém termina seus estudos e / ou consegue um emprego. Mas Paulo diz em 1 Coríntios 7:7: “Quero que todos os homens sejam tais como também eu sou; no entanto, cada um tem de Deus o seu próprio dom; um, na verdade, de um modo; outro, de outro”. Isso talvez não seja evidente para uma pessoa de primeira. Talvez eles só vão perceber que esse é o plano de Deus para suas vidas depois de anos à procura de um parceiro sem nunca ter encontrado a pessoa certa.

Muitas pessoas se casam porque acham que isso é a coisa certa a fazer. No início do namoro, e até mesmo do casamento, ao ver a outra pessoa, de repente você sente aquele frio na barriga. Romance está no seu auge, e você sabe o que é “estar apaixonado”. Muitos acham que esse sentimento vai durar para sempre. Infelizmente, não é esse o caso. O resultado pode ser decepção ou até divórcio quando esses sentimentos mudam, mas aqueles que estão em casamentos felizes sabem que a alegria de estar com a outra pessoa não tem que acabar. Ao contrário, aquele “frio” abre as portas para um amor mais profundo, um compromisso mais forte, um alicerce mais sólido e uma segurança inquebrável.

A Bíblia deixa bem claro que a definição de amor não depende de sentimentos; isso é evidente quando Deus nos manda amar nossos inimigos (Lucas 6:35). É possível apenas quando deixamos o Espírito Santo trabalhar através de nós, cultivando o fruto da nossa salvação (Gálatas 5:22-23). É uma decisão que temos que fazer diariamente para morrer para nós mesmos e nosso egoísmo, e para deixar que Deus brilhe atravésde nós. 1 Coríntios 13:4-7 nos diz como devemos amar outras pessoas: “O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”.

© Copyright 2002-2014 Got Questions Ministries.