O que é a Profecia Maia de 2012?



Pergunta: "O que é a Profecia Maia de 2012?"

Resposta:
Os antigos maias, com base em gráficos estelares, profetizaram que 21 de dezembro de 2012 seria o fim do mundo (ou pelo menos a data de algum tipo de catástrofe universal). Os gráficos estelares meso-americanos começaram por volta de 680 AC na civilização olmeca, a qual gravou padrões astrológicos e eventualmente compartilhou essa informação com os maias. Os maias tinham uma longa história de seguir o solstício de inverno (provavelmente para o plantio de culturas) e criar calendários (pelo menos 17 que conhecemos). Em algum momento, eles desenvolveram a crença de que o sol é um deus e de que a Via Láctea, que chamavam de "Árvore Sagrada", era uma porta de entrada para a vida futura. Depois de aprender com os olmecas, os maias mantiveram registros de padrões do movimento estelar pelos próximos 200-300 anos.

Os maias desenvolveram o seu próprio calendário (A Longa Contagem) cerca de 355 AC. Eles foram capazes de utilizar as suas observações e proezas matemáticas para calcular os movimentos futuros de estrelas no céu. O resultado foi que os maias descobriram o efeito de oscilação da terra ao girar sobre o seu eixo. Esta oscilação faz com que as estrelas se movam gradualmente no céu (um efeito chamado "precessão") em um ciclo de 5.125 anos. Os maias também descobriram que uma vez em cada ciclo a faixa escura no centro da Via Láctea (chamada de "Equador Galáctico") cruza o elíptico (o plano do movimento do sol através do céu).

Durante o ano da intersecção, o sol atinge o seu solstício (um breve momento em que a posição do sol no céu encontra-se na sua maior distância angular do outro lado do plano equatorial do observador) no dia 21 de dezembro para o hemisfério norte e 21 de junho para o hemisfério sul. Naquele tempo, o solstício ocorre no mesmo momento da conjunção do equador galáctico com a Via Láctea. O ano em que isso ocorre (em relação ao nosso calendário gregoriano) é 2012 DC e aconteceu pela última vez em 11 de agosto de 3114 AC. Com a mitologia maia ensinando que o sol é um deus e que a Via Láctea é a porta de entrada para a vida e a morte, os maias concluíram que este cruzamento no passado deve ter sido o momento da criação. Os hieróglifos maias parecem indicar que eles acreditavam que o próximo cruzamento (em 2012) seria uma espécie de final e de um novo começo de um ciclo.

Todas as chamadas "profecias maias de 2012" são nada mais do que extrapolações descontroladamente especulativas, com base em interpretações ainda incertas por estudiosos de hieróglifos maias. A verdade é que, além da convergência astrológica, há poucos indícios de que os maias profetizaram algo específico a respeito dos eventos em seu futuro distante. Os maias não eram profetas, pois não foram capazes de prever a sua própria extinção cultural. Eles eram grandes e talentosos matemáticos, mas também eram um povo tribal brutalmente violento com uma compreensão primitiva dos fenômenos naturais, exercendo crenças arcaicas e práticas bárbaras de derramamento de sangue e sacrifício humano. Eles acreditavam, por exemplo, que o sangue de sacrifícios humanos alimentava o sol e dava-lhe a vida.

Não há absolutamente nada na Bíblia que apresente 21 de dezembro de 2012 como o fim do mundo. Embora essa data não seja menos válida para um evento do final dos tempos do que qualquer outra data futura, a Bíblia em nenhum lugar apresenta os fenômenos astronômicos aos quais os maias apontavam como um sinal do fim dos tempos. Aparentaria ser inconsistente da parte de Deus permitir que os maias descobrissem uma verdade tão surpreendente e ao mesmo tempo manter os muitos profetas do Antigo Testamento ignorantes da cronologia das ocorrências. Em resumo, não há absolutamente nenhuma evidência bíblica de que a profecia maia de 2012 sobre a previsão do dia do juízo final seja válida ou provável em qualquer sentido.

Aceitar a profecia maia de 2012 exige a aceitação das seguintes teorias: o nosso sol é um deus; o sol é alimentado pelo sangue do sacrifício humano; o momento de criação ocorreu em 3114 AC (apesar de todas as provas de que aconteceu muito mais cedo); e o alinhamento visual das estrelas tem algum significado para a vida humana cotidiana. Como qualquer outra religião falsa, a religião maia buscava elevar a criação em vez do próprio Criador. A Bíblia nos fala sobre esses falsos adoradores: "Por isso Deus os entregou, nas concupiscências de seus corações, à imundícia, para serem os seus corpos desonrados entre si" (Romanos 1:25), e "Pois os seus atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de modo que eles são inescusáveis" (Romanos 1:20). Aceitar a profecia maia de 2012 também nega o claro ensino bíblico sobre o fim do mundo. Jesus nos disse: "Quanto, porém, ao dia e à hora, ninguém sabe, nem os anjos no céu nem o Filho, senão o Pai" (Marcos 13:32).


Voltar à página principal em português

O que é a Profecia Maia de 2012?