É clamar pelo sangue de Jesus bíblico?



Pergunta: "É clamar pelo sangue de Jesus bíblico?"

Resposta:
"Invocar o sangue de Jesus" em oração é um ensinamento que pode ser atribuído a alguns dos primeiros líderes do movimento Palavra da Fé. Quando as pessoas falam de "invocar o sangue de Jesus em oração", estão se referindo à prática de "reivindicar ou clamar" o poder de Cristo sobre todo e qualquer problema usando a frase "Clamo o sangue de Jesus sobre _______."

"Clamar o sangue de Jesus" não tem base alguma nas Escrituras. Ninguém na Bíblia "clama o sangue" de Cristo. Aqueles que "clamam o sangue" o fazem como se houvesse algo de mágico naquelas palavras ou como se utilizá-las em oração fosse algo mais poderoso. Este ensinamento nasce da visão equivocada e herética de que a oração é realmente nada mais do que uma forma de manipular a Deus para conseguir o que queremos, em vez de orar para que a Sua vontade seja feita. Todo o movimento Palavra da Fé é fundado sobre o falso ensino de que a fé é uma força e se orarmos com fé suficiente, então Deus nos garante saúde, riqueza e felicidade e nos livrará de todos os problemas e de todas as situações. Nesta visão, Deus é simplesmente uma maneira de conseguir o que queremos, em vez de ser o Criador santo, soberano, perfeito e justo que a Bíblia revela que Ele é.

Aqueles que ensinam a falsidade da Palavra da Fé têm uma visão exaltada do homem e do nosso "direito" de reivindicar o que queremos e de receber a resposta de Deus da maneira que queremos. Isto está em oposição à verdadeira fé bíblica exemplificada na vida de Paulo e sua abordagem ao sofrimento e provações. Paulo escreveu em 2 Timóteo que "Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos" (2 Timóteo 3:12). Mas a Palavra da Fé ensina que se sofrermos, ficarmos doentes ou lutarmos contra o pecado, é porque não temos fé suficiente ou não estamos clamando o sangue de Jesus para reivindicar o que é nosso por direito. No entanto, não vemos Paulo clamando o sangue de Cristo ou alegando que é "seu por direito" quando passou por provas e perseguições. Em vez disso, vemos a sua fé inabalável em Cristo, não importa qual seja a situação: "… porque sei em quem tenho crido e estou certo de que ele é poderoso para guardar o meu depósito até aquele Dia" (2 Timóteo 1:12).

Paulo tinha aprendido "a viver contente em toda e qualquer situação. Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez; tudo posso naquele que me fortalece" (Filipenses 4:11-13). A fé de Paulo era somente em Cristo, e ele podia dizer com convicção: "O Senhor me livrará também de toda obra maligna e me levará salvo para o seu reino celestial. A ele, glória pelos séculos dos séculos. Amém!" (2 Timóteo 4:18).

"Invocar o sangue", como comumente praticado, tem mais em comum com o misticismo - recitar uma fórmula mágica e esperar que ela trabalhe - do que com a oração bíblica. Dizer certas palavras não torna as nossas orações magicamente mais poderosas. Além disso, "invocar o sangue" de Cristo não é necessário para derrotar Satanás. Ele já foi derrotado, e se somos realmente nascidos de novo, Satanás não tem nenhum poder sobre nós além do que Deus permite para o Seu propósito e glória. Colossenses 1:13 torna isso bem claro: "Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor."

Em vez de "invocar o sangue" de Cristo para receber proteção ou poder, os cristãos devem obedecer à ordem em Tiago 4:7: "Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós." Ao invés de praticar um modelo antibíblico de oração, devemos seguir os simples preceitos das Escrituras - vivendo uma vida pura diante de Deus, levando cativo todos os nossos pensamentos para evitar dar um lugar ao pecado, confessando os nossos pecados quando deixamos de observar esses dois primeiros preceitos e colocando toda a armadura de Deus, conforme descrito em Efésios 6:13-17.

A Bíblia nos dá inúmeras instruções sobre como ter uma vida vitoriosa em Cristo, e clamar "o sangue de Jesus" não é uma delas. Temos sido purificados pelo sangue de Cristo, e Ele é o nosso Sumo Sacerdote e mediador que "vive sempre para interceder" por nós (Hebreus 7:25). Como suas ovelhas, já estamos sob a Sua proteção; simplesmente precisamos viver dia a dia confiando nEle por tudo que já prometeu e forneceu.


Voltar à página principal em português

É clamar pelo sangue de Jesus bíblico?