É errado querer morrer?



Pergunta: "É errado querer morrer?"

Resposta:
Muitas pessoas que sofrem de doença terminal, condições dolorosas ou intensa tristeza e dor emocional se perguntam se podemos simplesmente pedir a Deus que tire nossas vidas. Isso é uma forma de suicídio? Será que Deus vai nos levar para o céu se orarmos para morrer? A questão que também surge é se tal oração é pecaminosa.

Querer escapar do sofrimento, seja físico ou emocional, é uma condição muito humana. Até mesmo o Senhor Jesus Cristo orou: "Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice! Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres" (Mateus 26:39). Esta foi a humanidade de Jesus falando. Jesus sabia do que estava por vir na cruz, mas observe que Ele se submeteu à vontade de Deus. Em todas as coisas, Jesus submeteu-se à vontade do Pai (João 5:30). No Jardim, Jesus provou que há momentos em que é necessário sofrer, e Ele sofreu voluntariamente porque era a vontade do Pai.

Como crentes, devemos sempre orar: "Sua vontade seja feita." Nenhum de nós vai morrer antes da hora certa. Davi confirma a verdade de que todos os nossos dias são planejados por Deus e nada vai encurtá-los fora da Sua vontade: "Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda" (Salmo 139:16). Em vez de orar para morrer, é melhor orar pela força e graça de Deus para permanecermos firmes em qualquer sofrimento que estivermos vivenciando e confiar em Deus para determinar o tempo e os detalhes da nossa passagem.

O sofrimento é difícil, e às vezes a parte mais difícil é entender o porquê. O sofrimento é humilhante, e não gostamos de ser humilhados ou fracos e dependentes. Mas quando perguntamos: "Por que eu, Senhor?", a resposta pode ser apenas "Por que não você?". Quando crentes nascidos de novo sofrem nesta terra, Deus tem um propósito para esse sofrimento. Os Seus planos e propósitos são perfeitos e santos, assim como Ele é perfeito e santo. O salmista nos diz: "O caminho de Deus é perfeito" (Salmo 18:30). Se os caminhos de Deus são perfeitos, então podemos confiar que tudo o que Ele faz - e tudo o que Ele permite – também é perfeito. Isso pode não parecer possível para nós, mas as nossas mentes não são a mente de Deus, assim como Ele nos lembra em Isaías 55:8-9.

O apóstolo Paulo sofria de um "espinho na carne" - alguma aflição não explicada na Bíblia - e três vezes ele orou para que o Senhor removesse esse espinho. Mas Deus, o qual poderia ter aliviado o sofrimento de Paulo em um instante, optou por não fazê-lo. Ele lembrou a Paulo que o "espinho" era para que ele não se tornasse orgulhoso e se "ensoberbecesse com a grandeza das revelações" que havia recebido, exaltando a si mesmo. No entanto, Deus não deixou Paulo impotente para sofrer sozinho. Deus lhe assegurou que a graça que lhe tinha sido dada era "suficiente" e que Ele seria glorificado através da confiança de Paulo no Seu poder para sustentá-lo. A resposta de Paulo a essas verdades era que ele devia se alegrar por sua fragilidade e sofrimentos porque neles Deus é glorificado quando o milagre do Seu poder e força está em exibição (2 Coríntios 12:7-10). Portanto, em vez de tentar escapar de qualquer tipo de sofrimento através da morte, devemos confiar em Deus e descansar nEle. O Seu propósito no sofrimento sempre trará glória a Ele e abundará em bênçãos.

Quando estamos sob a pressão intensa do sofrimento, às vezes sentimos como se simplesmente não pudéssemos mais seguir adiante. Mas Deus nos lembra que não há sofrimento ou provação pelo qual um crente passe que alguém não tenha passado antes de nós. Outros crentes já sofreram dor que não podia ser aliviada pela medicina moderna. Outros crentes sofreram perseguições e mortes horríveis nas mãos dos inimigos de Deus. Outros crentes têm sido solitários e abandonados; alguns foram presos por seu testemunho. Sendo assim, certamente não estamos sozinhos. Mas Deus é sempre fiel, e Ele não vai permitir que soframos ou sejamos testados acima do que podemos suportar, e também fará uma maneira de livramento de modo que seremos capazes de suportar (1 Coríntios 10:13).

Finalmente, para responder à questão de se é realmente pecaminoso orar para morrer: "tudo o que não provém de fé é pecado" (Romanos 14:23). Em outras palavras, se o nosso homem interior diz que é pecado, então para nós é pecado. Há também a Escritura que diz: "Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz nisso está pecando" (Tiago 4:17). Existe apenas um pecado que nos manterá fora do céu - o de rejeitar o Senhor Jesus Cristo como o nosso salvador. Mas orar a Deus para nos permitir morrer pode ser pecado porque indica falta de fé. Uma melhor oração seria: "Deus, prometeste me sustentar através de qualquer provação. Peço-lhe para aliviar o meu sofrimento ou fornecer um meio de escape. Mas em todas as coisas, não a minha vontade, mas a tua. Amém".


Voltar à página principal em português

É errado querer morrer?