Será que a Bíblia promove ou proíbe orar aos anjos?



Pergunta: "Será que a Bíblia promove ou proíbe orar aos anjos?"

Resposta:
Embora não exista um versículo que afirme explicitamente: "Você não deve orar aos anjos", é bem claro que não devemos orar a eles. Em última análise, a oração é um ato de adoração. E, assim como os anjos rejeitam a nossa adoração (Apocalipse 22:8-9), eles também rejeitariam as nossas orações. Oferecer o nosso culto ou oração para outra pessoa além de Deus é idolatria.

Existem também várias razões práticas e teológicas pelas quais orar aos anjos é errado. O próprio Cristo nunca orou a mais ninguém senão ao Pai. Quando questionado por seus discípulos para lhes ensinar a orar, Ele os instruiu: "Portanto, orai vós deste modo: Pai nosso que estás nos céus..." (Mateus 6:9, Lucas 11:2). Se orar aos anjos fosse algo que, como Seus discípulos, devêssemos fazer, este teria sido o lugar para Ele nos dizer. Claramente, devemos orar somente a Deus. Isso também é evidente em Mateus 11:25-26, onde a oração de Cristo começa: "Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra..." Jesus não só começa as Suas orações dirigindo-se ao Pai, mas o conteúdo de Suas orações geralmente solicita assistência que só poderia ser concedida por alguém com poderes onipotentes, oniscientes e onipresentes. Orar a anjos seria ineficaz porque são seres criados e não possuem esses poderes.

Jesus ora a favor dos Seus seguidores em João 17:1-26, pedindo bênçãos múltiplas sobre eles por parte do Deus Pai, incluindo santificação, glorificação e preservação. Estas três bênçãos só podem vir de uma fonte que atualmente as contém. Mais uma vez, os anjos simplesmente não têm este poder. Eles não podem nos santificar, glorificar ou garantir a nossa herança em Cristo (Efésios 1:13-14).

Segundo, há uma ocasião em João 14:13 quando o próprio Cristo diz aos crentes que tudo o que pedirmos em Seu nome será realizado porque Ele pede diretamente ao Pai. Oferecer uma oração aos anjos não seria uma oração eficaz e biblicamente guiada (ver também João 16:26). Nenhum anjo ou qualquer outro ser criado é jamais retratado como um intercessor junto ao Pai. Somente o Filho e o Espírito Santo (Romanos 8:26) podem interceder diante do trono do pai.

Por último, 1 Tessalonicenses 5:17 diz ao crente para orar sem cessar. Isso só pode ser possível se um crente tiver acesso a um Deus que está sempre presente e disponível para ouvir os apelos de todas as pessoas ao mesmo tempo. Os anjos não têm essa capacidade - eles não são onipresentes ou onipotentes - e não estão qualificados para receber nossas orações. Orar ao Pai por meio de Cristo é o único meio necessário e eficaz pelo qual podemos nos comunicar com Deus. Não, orar aos anjos definitivamente não é um conceito bíblico.


Voltar à página principal em português

Será que a Bíblia promove ou proíbe orar aos anjos?