É o Papa, ou o próximo Papa, o Anticristo?



Pergunta: "É o Papa, ou o próximo Papa, o Anticristo?"

Resposta:
Há muitas especulações sobre a identidade do Anticristo. Uma das mais frequentes "vítimas" da especulação é o Papa da Igreja Católica Romana. Nos dias da Reforma Protestante, Martinho Lutero e alguns dos outros reformadores estavam convencidos de que o Papa da época era o Anticristo. Os papas João Paulo II e Bento XVI foram comumente identificados como o Anticristo. O papa atual, Francisco I, provavelmente vai ser um alvo popular também. Por que isso? Existe alguma coisa na Bíblia que indique que um Papa será o Anticristo?

A especulação sobre o Papa possivelmente sendo o Anticristo gira basicamente em torno de Apocalipse 17:9. Descrevendo o sistema perverso do fim dos tempos, simbolizado por uma mulher cavalgando uma besta, Apocalipse 17:9 declara: "Aqui o sentido, que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada". Nos tempos antigos, a cidade de Roma era conhecida como "a cidade das sete colinas" porque há sete colinas importantes que a cercam. Sendo assim, acredita-se que o Anticristo seja de alguma forma ligado a Roma. Então, se o perverso sistema do final dos tempos for de alguma forma associado a Roma - não é preciso pensar muito para ver uma potencial conexão com a Igreja Católica Romana, a qual é centrada em Roma. Numerosas passagens na Bíblia descrevem um "Anticristo" que irá liderar o movimento anti-Cristo no fim dos tempos (Daniel 9:27; 2 Tessalonicenses 2:3-4, Apocalipse 13:5-8). Assim, se o perverso sistema mundial do fim dos tempos for centrado em Roma e liderado por um indivíduo - o Papa é um provável candidato.

No entanto, muitos comentaristas bíblicos dizem que a mulher não pode ser a Igreja Católica e as sete colinas não podem se referir a Roma. Eles citam o fato de que Apocalipse 17-18 identifica claramente a mulher montada na besta como a cidade de Babilônia. (Conhecemos a cidade de Babilônia por um nome diferente hoje - Bagdá.) Além disso, o versículo 10 diz claramente que as sete colinas simbolizam sete reis, cinco dos quais "já caíram, e um existe; outro ainda não é vindo". Claramente, isso não pode se referir às sete colinas de Roma. Ao invés, é uma referência a sete impérios mundiais governados por sete reis. No momento do Apocalipse, cinco impérios mundiais tinham ido e vindo - Egito, Assíria, Babilônia, Medo-Pérsia e Grécia - um (Roma) existiu e um (o império mundial do Anticristo) ainda não havia chegado.

Quem quer que o Anticristo acabe sendo, o importante é ser advertido de sua vinda e aprender a reconhecer ele e todos os que possuem o seu espírito. Primeiro João 4:2-3 nos diz como identificar o espírito do Anticristo: "Nisto conheceis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; e todo espírito que não confessa a Jesus não é de Deus; mas é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que havia de vir; e agora já está no mundo." O Papa atual, Francisco I, reconhece que Jesus é Deus e veio em carne (ver 1 João 4:2). Embora estejamos em desacordo com o Papa Francisco I em várias áreas da doutrina católica, a sua visão da Pessoa de Jesus Cristo é bíblica. Portanto, é difícil acreditar que o Papa Francisco I seja o Anticristo. Embora acreditemos que seja possível que um Papa seja o Anticristo, a Bíblia não dá informações específicas suficientes para sermos dogmáticos. Um futuro Papa talvez seja o Anticristo ou o falso profeta do Anticristo (Apocalipse 13:11-17). Se assim for, este futuro Papa vai ser claramente identificado por sua negação de que Jesus veio em carne.


Voltar à página principal em português

É o Papa, ou o próximo Papa, o Anticristo?