É bíblico o conceito da profecia bíblica pessoal?



Pergunta: "É bíblico o conceito da profecia bíblica pessoal?"

Resposta:
Existem alguns dentro da fé cristã, predominantemente nas igrejas pentecostais/carismáticas, que veem o dom de profecia como dar conselhos pessoais com a autoridade de "assim diz o Senhor". Infelizmente, aqueles que a praticam desta forma muitas vezes não são diferentes dos que se apresentam como videntes. Na verdade, existem linhas proféticas "cristãs" como alternativas às linhas psíquicas. Alguns no movimento de profecia pessoal fazem propaganda com declarações como "venham buscar a sua leitura profética"; esta é muito semelhante à terminologia que os psíquicos empregam. Esta prática do dom de profecia é completamente antibíblica.

Biblicamente falando, o dom da profecia é a habilidade capacitada pelo Espírito de declarar revelação de Deus (Romanos 12:6-8, 1 Coríntios 12:4-11, 28). A profecia, às vezes, mas não sempre, envolve proclamar revelação de Deus em relação ao futuro. Tanto no Antigo como no Novo Testamento, Deus usou profetas e/ou o dom da profecia para revelar a verdade para as pessoas. Profecia é proclamar a verdade de Deus; é a revelação especial, ou seja, verdade que não pode ser discernida por qualquer outro meio. Através de um profeta, Deus iria revelar a verdade que o povo precisava saber e, por vezes, essa verdade seria registrada na forma escrita. Isto, em última análise, resultou na Bíblia, a Palavra de Deus, a última revelação especial de Deus.

A conclusão da Bíblia influencia a natureza do dom de profecia. A Bíblia contém toda a revelação de que necessitamos para a vida e a piedade (2 Pedro 1:3). A Palavra de Deus é viva e eficaz, mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes (Hebreus 4:12). A Bíblia é "útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra" (2 Timóteo 3:16-17). Como resultado, o dom da profecia deixou de ser principalmente uma declaração da nova revelação de Deus e passou a ser principalmente (ou exclusivamente) uma declaração do que Deus já revelou, como registrado em Sua Palavra.

Isso não quer dizer que Deus nunca daria uma pessoa uma mensagem para entregar a uma outra pessoa. Deus pode, vai usar e usa pessoas em todas as maneiras que Ele quiser. Entretanto, o fato de que a Palavra de Deus é perfeita e completa significa que devemos contar com ela para obter orientação. Não devemos confiar em profetas, linhas diretas proféticas ou leituras proféticas. A Palavra de Deus contém a verdade que precisamos saber. A Palavra de Deus apresenta a sabedoria que precisamos conhecer para aplicar corretamente a Sua verdade. Além disso, temos o Espírito Santo que habita dentro de nós para nos orientar, confortar e ensinar (João 14:16, 26). Usar o conceito de profecia pessoal para ganhar influência sobre as pessoas e torná-las dependentes de "orientação profética" é uma distorção flagrante do dom da profecia bíblica. Toda vez que as pessoas confiam nas palavras falíveis dos homens em vez de na infalível Palavra de Deus, isso é um desastre.


Voltar à página principal em português

É bíblico o conceito da profecia bíblica pessoal?