Com qual frequência deve-se celebrar a Ceia do Senhor?



 

Pergunta: "Com qual frequência deve-se celebrar a Ceia do Senhor?"

Resposta:
A Bíblia em nenhum lugar nos instrui com que frequência devemos participar da Ceia do Senhor. 1 Coríntios 11:23-26 registra as seguintes instruções para a santa ceia: "Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; e, tendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha." Esta passagem dá todas as instruções de que precisamos para realizar o ritual da ceia e para entender o significado do que estamos fazendo.

O pão que Jesus quebrou representa o Seu corpo que foi quebrado na cruz por nós. O copo representa o sangue derramado em nosso nome, selando uma aliança entre Ele e nós. Cada vez que observamos a ordenança da comunhão, não estamos apenas nos lembrando do que Ele fez por nós, mas estamos também "mostrando" a todos os que assistem e participam. A comunhão é uma bela imagem do que aconteceu na cruz, o que significa e como afeta nossas vidas como crentes.

Parece que, uma vez que tomamos a Ceia do Senhor como um lembrete da morte de Cristo, devemos tomá-la com bastante frequência. Algumas igrejas têm um culto mensal para esse fim; outras celebram a cada dois meses; outras, semanalmente. Já que a Bíblia não nos dá instruções específicas quanto à frequência, há uma certa flexibilidade nessa decisão. No entanto, deve ser celebrada de forma suficiente para renovar o foco em Cristo, sem ser tão comum ao ponto de se tornar rotina. Em qualquer caso, não é a frequência que importa, mas a atitude do coração daqueles que participam. Devemos participar com reverência, amor e um profundo sentimento de gratidão ao Senhor Jesus, que estava disposto a morrer na cruz para tomar sobre Si os nossos pecados.


Voltar à página principal em português

Com qual frequência deve-se celebrar a Ceia do Senhor?