O que é o dia do Senhor?



 

Pergunta: "O que é o dia do Senhor?"

Resposta:
O dia do Senhor é domingo. O termo dia do Senhor é usado apenas uma vez nas Escrituras. Apocalipse 1:10 diz: "Achei-me em espírito, no dia do Senhor, e ouvi, por detrás de mim, grande voz, como de trombeta." Já que o apóstolo João não elabora o significado do "dia do Senhor", podemos supor que o seu público-alvo, os cristãos do primeiro século, já estavam familiarizados com a expressão. Alguns supõem que o dia do Senhor seja o equivalente do sábado do Novo Testamento. O dia de sábado foi instituído por Deus para a nação de Israel comemorar a Sua libertação do Egito (Deuteronômio 5:15). O sábado começava ao pôr do sol na sexta-feira e terminava com o pôr do sol no sábado, e era para ser um dia de descanso completo de todo trabalho, simbólico do descanso do Criador no sétimo dia (Gênesis 2:2-3; Êxodo 20:11; 23:12). O sábado era um sinal especial para os israelitas de que tinham sido separados como seguidores do Altíssimo Deus. Eles guardando o sábado ajudaria a distingui-los das nações ao seu redor. No entanto, em nenhum lugar na Escritura é o sábado sempre mencionado como o dia do Senhor. O termo sábado ainda estava em uso dentro da comunidade judaica nos tempos do Novo Testamento e é referido como tal por Jesus e os apóstolos (Mateus 12:5; João 7:23, Colossenses 2:16).

Domingo foi o dia em que Jesus Cristo ressuscitou dos mortos, um ato que sempre distinguiu o Cristianismo de qualquer outra religião (João 20:1). Desde aquele tempo, os crentes têm se reunido no primeiro dia da semana para comemorar a Sua vitória sobre o pecado e a morte (Atos 20:7; 1 Coríntios 16:2). Embora o dia de sábado tenha sido designado por Deus como um dia santo, Jesus demonstrou que Ele era o Senhor sobre o sábado (Mateus 12:8). Jesus declarou que não veio para abolir, mas para cumprir toda a Lei. Seguir regras não pode justificar ninguém; somente através de Jesus pode a humanidade pecadora ser declarada justa (Romanos 3:28). Paulo ecoa esta verdade em Colossenses 2:16-17, quando escreve: "Ninguém, pois, vos julgue por causa de comida e bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados, porque tudo isso tem sido sombra das coisas que haviam de vir; porém o corpo é de Cristo."

Normalmente pensa-se no domingo como o dia do Senhor, mas ele não é uma contrapartida direta do sábado judeu - em outras palavras, o domingo não é o "sábado cristão". Embora devamos reservar um dia para descansar e honrar o Senhor que morreu e ressuscitou por nós, não estamos sob a Lei (Romanos 6:14-15). Como seguidores renascidos de Jesus, somos livres para adorá-lo em qualquer dia que a nossa consciência determinar. Romanos 14 dá uma explicação clara de como os cristãos devem navegar essas sutis áreas cinzentas do discipulado. Versículos 5 e 6 dizem: "Um faz diferença entre dia e dia; outro julga iguais todos os dias. Cada um tenha opinião bem definida em sua própria mente. Quem distingue entre dia e dia para o Senhor o faz; e quem come para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e quem não come para o Senhor não come e dá graças a Deus."

Alguns judeus messiânicos desejam continuar enxergando o dia de sábado como santo por causa de sua herança judaica. Alguns cristãos gentios se unem aos seus irmãos e irmãs judeus em manter o sábado como uma forma de honrar a Deus. Adorar a Deus no sábado é aceitável - novamente, o dia da semana não é a questão mais importante - mas a motivação do coração por trás dessa escolha é que é crucial. Se o legalismo ou observância da lei motiva a escolha para observar o sábado, então essa escolha não é feita por uma motivação correta no coração (Gálatas 5:4). Quando nossos corações são puros diante do Senhor, somos livres para adorá-lo no sábado ou domingo (dia do Senhor). Deus está igualmente satisfeito com ambos.

Jesus advertiu contra o legalismo quando citou o profeta Isaías: "Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens" (Mateus 15:8-9; cf. Isaías 29:13). Deus não está interessado em nossa obediência a rituais, regras ou requisitos. Ele quer corações pegando fogo com Seu amor e graça no sábado, no dia do Senhor e em cada outro dia (Hebreus 12:28-29; Salmo 51:15-17).


Voltar à página principal em português

O que é o dia do Senhor?