Tenho sido queimado e magoado pela igreja no passado. Como posso superar isso e renovar uma paixão pela igreja e um desejo de frequentá-la?



 

Pergunta: "Tenho sido queimado e magoado pela igreja no passado. Como posso superar isso e renovar uma paixão pela igreja e um desejo de frequentá-la?"

Resposta:
A dor causada por uma igreja é um "assassino silencioso". Isso não quer dizer que as palavras e acontecimentos que machucaram o seu coração não tenham sido feios e públicos. É um "assassino silencioso" devido ao que faz profundamente na mente, coração e alma do ferido. Se não for tratada, ela vai destruir a felicidade, alegria e bem-estar futuros. O dano também afeta negativamente o ministério e evangelismo da igreja, e algumas igrejas nunca se recuperam. Reconheça que o comportamento que causou tal devastação no seu coração não é muito diferente do que a dor que qualquer um de nós possa encontrar no local de trabalho, mercado ou em casa. A diferença é que não esperamos que o povo de Deus se comporte como aqueles sem Cristo em suas vidas. A igreja é o único lugar que quase todos concordam deve ser segura, aceitadora, perdoadora e livre de conflito e dor. No entanto, na maioria das igrejas pelo menos alguns elementos de contenda, conflito e ódio se infiltram e mancham esse ideal.

Isso acontece mais em algumas igrejas do que em outras. A saúde espiritual das pessoas em uma igreja e a força de sua liderança determinam quão prevalente e em que medida esse comportamento divisionista pode ganhar o controle. Fora de controle, ele lenta e seguramente deteriora a base da vida espiritual de uma congregação.

É importante tirar o seu foco das pessoas envolvidas e da própria igreja e identificar a causa raiz de sua dor, tumulto e desilusão. Honestamente identifique o que você está sentindo. Se você for como a maioria das pessoas, aqui estão algumas possibilidades: raiva, tristeza, decepção, rejeição, mágoa, ciúme, vulnerabilidade, medo, revolta, orgulho, vergonha, constrangimento ou perda. Descubra o que está no cerne da sua mágoa – não o que alguém disse ou fez a você, mas o que realmente está causando sua dor? Em seguida, estude as Escrituras para descobrir o que Deus diz sobre isso. Pegue uma concordância da Bíblia e busque cada palavra. Em seguida, leia, pense, ore e aplique o versículo em questão. Por exemplo, você pode pensar que está com raiva quando na realidade está se sentindo rejeitado. O que Deus diz sobre a rejeição? Ele diz: "De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei" (Hebreus 13:5); "Com amor eterno eu te amei; por isso, com benignidade te atraí" (Jeremias 31:3); e "E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século" (Mateus 28:20).

Quando você realmente identificar a raiz de sua dor, Deus tem um bálsamo de sabedoria, compaixão e amor para curar suas feridas. Se você clamar a Ele para obter ajuda, o seu foco sai das pessoas e ações que tanto machucaram e se volta para Deus. Você vai parar de reviver em sua mente o evento que causou-lhe mágoa. Você realmente pode ter sido prejudicado, ferido ou ofendido. A dor é real. Esses sentimentos são subprodutos de realidades mais profundas e mais importantes que têm descarrilado sua paixão por Deus, Sua igreja e Seu propósito para sua vida. Se isso não for tratado, esses sentimentos causarão uma raiz de amargura que irá afetar negativamente todas as fibras de sua alma, assim como irá roubar a sua vida abundante em Cristo (João 10:10). Você não quer que isso aconteça em sua vida.

Como podemos fazer com que experiências dolorosas não destruam as nossas almas? O livro da sabedoria da Bíblia diz que devemos "guardar o coração, porque dele procedem as fontes da vida" (Provérbios 4:23). Guardamos nossos corações quando escolhemos cuidadosamente nossos pensamentos, sentimentos, atitudes e ações. Guarde o seu coração ao se recusar a reviver em sua mente o que aconteceu, recusando-se a se concentrar nas pessoas que o machucaram, e recusando-se a se concentrar demasiadamente nos pontos fracos da igreja. Abrir mão da amargura leva humildade, mas "Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes" (Tiago 4:6; Provérbios 3:34). Alcançar isso leva atitudes e ações perdoadoras (Mateus 18:22; Marcos 11:27; Efésios 4:32, Colossenses 3:13) sem nenhum indício de vingança (Romanos 12:19). Principalmente, é preciso ter o poder do Espírito Santo trabalhando em e através de você (Efésios 3:16).

Não culpe a Deus por como Seus filhos se comportam. E nem abandone a igreja. Em geral, nas igrejas há muito mais pessoas dedicadas, cheias de graça, amorosas e perdoadoras do que o contrário. Procure por essas. Passe tempo com elas. Se não conseguir encontrá-las, encontre uma outra igreja (é raro não poder encontrá-las mesmo no ambiente mais difícil). A igreja é a ideia de Deus, e Ele a protege fielmente, mesmo se, por vezes, sofrer com o seu comportamento (ver Apocalipse 2-3).

Você pode ter esperança porque está procurando cura do Senhor. Cabe agora a você a fazer a coisa certa e voltar o seu foco à Pessoa que vai realmente transformar a sua vida acima e além dessa dor. Jesus prometeu: "Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve" (Mateus 11:28-30).


Voltar à página principal em português

Tenho sido queimado e magoado pela igreja no passado. Como posso superar isso e renovar uma paixão pela igreja e um desejo de frequentá-la?