Que papéis as mulheres podem preencher no ministério?



 

Pergunta: "Que papéis as mulheres podem preencher no ministério?"

Resposta:
As mulheres no ministério são uma questão sobre a qual muitos cristãos discordam. O ponto de separação centra-se nas passagens da Escritura que proíbem as mulheres de falar na igreja ou de exercer "autoridade de homem" (1 Timóteo 2:12, ver 1 Coríntios 14:34). O desacordo é se essas passagens eram ou não relevantes apenas na época em que foram escritas. Alguns afirmam que, uma vez que não há nem "judeu nem grego. . . homem ou mulher... porque todos vós sois um em Cristo Jesus" (Gálatas 3:28), as mulheres são livres para exercer qualquer campo de ministério aberto aos homens. Outros afirmam que 1 Timóteo 2:12 ainda se aplica hoje, uma vez que a base para o comando não é cultural, mas universal, sendo enraizada na ordem da criação (1 Timóteo 2:13-14).

Primeiro Pedro 5:1-4 detalha as qualificações de um ancião. Presbuteros é a palavra grega usada sessenta e seis vezes no Novo Testamento para indicar "superintendente masculino experiente". É a forma masculina da palavra. A forma feminina, presbutera, nunca é usada em referência a anciãos ou pastores. Com base nas qualificações encontradas em 1 Timóteo 3:1-7, o papel de um ancião é intercambiável com o do bispo e pastor (Tito 1:6-9; 1 Pedro 5:1-3). E uma vez que, de acordo com 1 Timóteo 2:12, uma mulher não deve ensinar e nem exercer "autoridade de homem", parece claro que a posição de anciãos e pastores – os quais devem ser equipados para ensinar, conduzir a congregação e supervisionar o seu crescimento espiritual (1 Timóteo 3:2) - deve ser reservada apenas para os homens.

No entanto, o ancião/bispo/pastor parece ser o único papel reservado para os homens. As mulheres sempre têm desempenhado um papel significativo no crescimento da igreja, mesmo estando entre as poucas que testemunharam a crucificação de Cristo quando a maioria dos discípulos fugiu (Mateus 27:55 e João 19:25). O apóstolo Paulo tinha grande consideração pelas mulheres e, em muitas de suas cartas às igrejas, ele cumprimentou mulheres específicas pelo seu nome (Romanos 16:6, 12, Colossenses 4:15, Filipenses 4:2-3 e Filemon 1:2). Paulo dirige-se a essas mulheres como "cooperadoras", e elas claramente serviam ao Senhor em benefício de toda a igreja (Filipenses 4:3 e Colossenses 4:15).

Certas posições foram criadas na igreja primitiva para atender às necessidades do corpo. Embora muitas igrejas modernas troquem as posições de ancião e diácono, elas não eram a mesma coisa. Os diáconos foram nomeados para servir em uma capacidade física conforme surgia a necessidade (Atos 6:2-3). Não há uma proibição clara contra as mulheres que servem desta maneira. De fato, Romanos 16:1 pode indicar que uma mulher chamada Febe era uma respeitada diaconisa na igreja em Roma.

Não existe nenhum precedente bíblico que proíba as mulheres de servirem também como líderes de adoração, ministros de jovens ou diretores de crianças. A única restrição é que não assumam um papel de autoridade espiritual sobre os homens adultos. Uma vez que a preocupação nas Escrituras parece ser a questão da autoridade espiritual, em vez de função, qualquer papel que não conceda tal autoridade espiritual sobre homens adultos é permitida.


Voltar à página principal em português

Que papéis as mulheres podem preencher no ministério?