Quais são as qualificações dos anciãos e diáconos?



 

Pergunta: "Quais são as qualificações dos anciãos e diáconos?"

Resposta:
A Bíblia tem um conjunto claro de qualificações para um diácono e um ancião e suas posições no corpo dos crentes. O ofício de diácono foi desenvolvido para lidar com uma questão prática na igreja: "Então, os doze convocaram a comunidade dos discípulos e disseram: Não é razoável que nós abandonemos a palavra de Deus para servir às mesas" (Atos 6:2). A palavra traduzida "servir às" é a palavra grega diakonein, que vem de uma palavra que significa "atendente, garçom ou um que ministra a outro." Agir como "diácono" é o mesmo que servir. Os primeiros diáconos foram um grupo de sete homens na igreja de Jerusalém nomeados para trabalhar na distribuição diária de alimentos. Um diácono, portanto, é aquele que serve outros em uma capacidade oficial na igreja.

A palavra grega traduzida "bispo" é episkopos. O bispo é o superintendente, o encarregado ou o oficial na carga geral da congregação. Na Bíblia, os bispos também são chamados de "anciãos" (1 Timóteo 5:19) e "pastores" (Efésios 4:11).

As qualificações do bispo/ancião/pastor são encontradas em 1 Timóteo 3:1-7: "Fiel é a palavra: se alguém aspira ao episcopado, excelente obra almeja. É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher, temperante, sóbrio, modesto, hospitaleiro, apto para ensinar; não dado ao vinho, não violento, porém cordato, inimigo de contendas, não avarento; e que governe bem a própria casa, criando os filhos sob disciplina, com todo o respeito (pois, se alguém não sabe governar a própria casa, como cuidará da igreja de Deus?); não seja neófito, para não suceder que se ensoberbeça e incorra na condenação do diabo. Pelo contrário, é necessário que ele tenha bom testemunho dos de fora, a fim de não cair no opróbrio e no laço do diabo." Paulo também instrui Timóteo sobre as coisas que exemplificam o ensinamento de um bom ministro. Começando em 1 Timóteo 4:11 e continuando até 6:2, Paulo dá a Timóteo doze coisas que ele deveria "ordenar e ensinar".

O apóstolo Paulo repete as qualificações de um bispo/ancião/pastor em sua carta a Tito. "alguém que seja irrepreensível, marido de uma só mulher, que tenha filhos crentes que não são acusados de dissolução, nem são insubordinados. Porque é indispensável que o bispo seja irrepreensível como despenseiro de Deus, não arrogante, não irascível, não dado ao vinho, nem violento, nem cobiçoso de torpe ganância; antes, hospitaleiro, amigo do bem, sóbrio, justo, piedoso, que tenha domínio de si, apegado à palavra fiel, que é segundo a doutrina, de modo que tenha poder tanto para exortar pelo reto ensino como para convencer os que o contradizem" (Tito 1:6-9).

As qualificações de um diácono são semelhantes às de um bispo/ancião/pastor. "Semelhantemente, quanto a diáconos, é necessário que sejam respeitáveis, de uma só palavra, não inclinados a muito vinho, não cobiçosos de sórdida ganância, conservando o mistério da fé com a consciência limpa. Também sejam estes primeiramente experimentados; e, se mostrarem irrepreensíveis, exerçam o diaconato. Da mesma sorte, quanto a mulheres, é necessário que sejam elas respeitáveis, não maldizentes, temperantes e fiéis em tudo. O diácono seja marido de uma só mulher e governe bem seus filhos e a própria casa. Pois os que desempenharem bem o diaconato alcançam para si mesmos justa preeminência e muita intrepidez na fé em Cristo Jesus" (1 Timóteo 3:8-13). A palavra traduzida como "diácono" nesta passagem é uma forma da mesma palavra grega usada em Atos 6:2, então sabemos que estamos falando sobre o mesmo ofício.

Estas qualificações são simples e diretas. Tanto o diácono quanto o bispo/ancião/pastor devem ser um homem, o marido de uma esposa, de caráter genuíno, e um que governa a sua própria casa de forma bíblica. Essas qualificações também pressupõem que aquele que busca tal cargo é um crente nascido de novo e anda em submissão à Palavra de Deus. A única diferença substancial entre os dois conjuntos de qualificações é que o bispo/presbítero/pastor deve ser "apto para ensinar", enquanto que o ensino não é mencionado como necessário para os diáconos.

O próprio Senhor Jesus é chamado de "Pastor e Bispo da vossa alma" (1 Pedro 2:25). Os títulos são interessantes. A palavra Pastor é uma tradução da palavra grega poimen, também traduzida como "pastor" em outro lugar (por exemplo, Efésios 4:11). Este poimen é alguém que cuida de manadas ou rebanhos e é usado metaforicamente de pastores cristãos porque pastores devem guiar o "rebanho" de Deus e alimentá-los a Palavra de Deus. A palavra traduzida "Bispo" é a mesma palavra, episkopos, usada pelo apóstolo Paulo em 1 Timóteo e Tito.

Claramente, os ofícios de ancião e diácono são importantes na igreja. Ministrar ao povo de Deus em palavras e ações é uma séria responsabilidade para que um homem assuma, e isso deve ser levado a sério. Um indivíduo biblicamente desqualificado não deve ocupar o cargo de ancião ou diácono – a igreja merece melhor.


Voltar à página principal em português

Quais são as qualificações dos anciãos e diáconos?